consultoria_empresarial

Enquanto muitas empresas acreditam que o ano novo só começará mesmo após o carnaval, outras já estão preparadas para iniciar 2018 trabalhando a pleno vapor para alcançar os resultados projetados.

2017 – Desempenho pífio
O ano de 2017 foi um ano muito difícil. O cenário econômico foi bastante afetado pela instabilidade política. Embora os indicadores macroeconômicos estejam apresentando uma significativa melhora em relação a 2016, praticamente todos empresários que tive a oportunidade de entrevistar me relataram que o principal objetivo estratégico de suas empresas em 2017 era o de minimizar a queda do faturamento e a reduzir perdas.

Grande parte das empresas tentou manter a participação no mercado, mesmo com margens sacrificadas. O segmento industrial de produtos de consumo também foi muito conturbado, na medida em que as grandes redes de supermercados tentaram compensar a queda nas vendas com o aumento da margem de revenda, forçando a redução no preço de fábrica de muitos produtos. Com isso as empresas com menos poder de barganha foram as mais prejudicadas no processo de negociação com as grandes redes. O jeito foi tentar compensar a queda de receitas e margens com incremento de vendas online e a utilização de canais indiretos ampliando a atuação no pequeno varejo.

virada-radical-iep
2018 – O ano da virada
O PIB projetado para 2017 está na faixa de 0,5% a 0,9%. Isso por si só é uma boa notícia. As empresas estão mais otimistas em relação a 2018, já que está se prevendo um crescimento do PIB em torno de 3,0%. E as empresas que estão preparadas para atuar nesse “ano da virada” levarão vantagem e poderão surfar na onda do crescimento. Já as que não fizeram o dever de casa devem perder terreno.

Em geral as grandes empresas já concluíram o planejamento para 2018, sabendo exatamente o que devem fazer para alcançar um resultado positivo. Mas, muitas empresas de médio e pequeno porte ainda não fizeram o planejamento para o próximo ano. Neste caso, essas empresas acabam sendo levadas pelas intempéries e o humor do mercado, sem um direcionamento estratégico que reúnam os esforços de todos numa só direção.

Por isso mesmo é importante ter um plano de ação para o próximo ano. É preciso ter noção do que irá acontecer em 2018 em relação ao ambiente externo, para se visualizar oportunidades e ameaças. É importante também fazer uma boa análise dos fatores internos, enxergando as principais forças e pontos de melhoria da empresa. Listar o que a empresa fez em 2017 e analisar o impacto dessas ações é igualmente fundamental. O ideal é tentar separar o que deu certo e trouxe bons resultados do que não teve êxito e só consumiu recursos em 2017.

Não adianta manter em 2018, a mesma estratégia de 2017, se não trouxe resultados significativos. Se a empresa quer crescer é preciso fazer diferente. É preciso fazer mais e melhor. E neste sentido um bom plano de ação ajuda a enxergar os possíveis caminhos e resultados a serem alcançados no próximo ano.

É fundamental definir ações, determinar indicadores para medir o desempenho e estipular metas a serem alcançadas. Todos da empresa devem estar imbuídos no mesmo espírito de vencer a batalha.

Dicas de GestãoPrincipais dicas principais para crescer em 2018
1 – Elabore o planejamento para 2018 envolvendo seu time de executivos e principais colaboradores.
2 – Determine quais são os principais projetos que deverão fazer a diferença e trarão os resultados esperados.
3 – Defina os indicadores de desempenho que ajudarão a medir o quanto a empresa está progredindo em relação à meta.
4 – Juntamente com o plano de ação, prepare um bom orçamento, levantando todos os recursos necessários para levar adiante as ações planejadas, calculando também as receitas e despesas decorrentes dessas ações.
5 – Analise com cuidado a estratégia dos concorrentes. A ideia não é fazer o mesmo, mas fazer diferente e melhor. Ser mais eficiente é o “x” da questão!
6 – Acompanhe o andamento do plano periodicamente para verificar e evolução dos resultados e a necessidade de se adequar o planejamento. A correção de rumo é um importante meio para se conseguir bons resultados. Saber enxergar a mudança nas variáveis exógenas ajudam a traçar novos caminhos.
7 – Tenha bom controle do que está acontecendo em sua empresa. Analise os principais processos de negócios e veja o que pode ser simplificado e o que pode ser evitado. A redução de custos e despesas é essencial para se obter um resultado positivo em tempos difíceis.
8 – Mantenha o time motivado. Compartilhar os resultados com os colaboradores é sempre uma excelente estratégia que ajuda a atingir as metas, pois coloca todo mundo trabalhando numa só direção.

E caso sua empresa necessite de uma ajuda profissional no processo de elaboração e acompanhamento do planejamento para 2018 a AR Consultoria em Marketing e Gestão está pronta a dar o impulso necessário para que sua empresa seja vencedora no próximo ano.

Artur Reis

CEO

Dicas para 2018 – Gestão Empresarial
Tagged on:                             

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *